Livros Brasileiros: Conheça alguns dos livros nacionais mais conhecidos nos últimos tempos

Postado por Livraira Eldorado 03/04/2019 0 Comentários

A literatura Brasileira é repleta de livros clássicos, livros atuais, dramas independentes, comédias que alegram e poesia que nos fazem chorar. Hoje iremos trazer aqui um pouco dessas misturas para você conhecer um pouco mais dos livros Brasileiros mais conhecidos atualmente, tanto clássicos antigos quanto “mais modernos”.

 

 

Dom Casmurro – Machado de Assis

 

 

Publicado pela primeira vez em 1899, “Dom Casmurro” é uma das grandes obras de Machado de Assis e confirma o olhar certeiro e crítico que o autor estendia sobre toda a sociedade brasileira. Também a temática do ciúme, abordada com brilhantismo nesse livro, provoca polêmicas em torno do caráter de uma das principais personagens femininas da literatura brasileira: Capitu.

O romance conta as consequências da traição de Capitu para com seu marido Bentinho, sua relação com o amigo do mesmo, o falecido Escobar. Capitu deu a luz a uma criança que vem a ser fruto dessa traição. O destino de todos os personagens gira entorno do drama que esse feito gerou.

 

 

 

O Cortiço – Aluísio Azevedo

 

 

O Cortiço tem como cenário uma habitação coletiva, o romance mistura teses naturalistas que falam do comportamento dos personagens com base na influência do meio,  da cultura racial e do momento histórico. A história se inicia com João Romão, um taverneiro oportunista rumo ao enriquecimento. O mesmo passa por cima de tudo e todos para alcançar seus objetivos. Após a aparição de João,  surge o comerciante Miranda que quer comprar um pedaço de terra para aumentar seu quintal. João passa a entender  quando Miranda recebe o título de barão, que não basta ganhar dinheiro, é necessário também ostentar uma posição social reconhecida. No cortiço, estão também os moradores de menor ambição financeira, Rita Baiana e Capoeira Firmo, Jerônimo e Piedade. Esse é um dos livros brasileiros com mais conteúdo e personagens, ao longo da leitura você perceberá que o cortiço vai mudando de acordo com a mudança de seus personagens.

 

 

 

Cidade de Deus – Paulo Lins

 

 

Um dos livros brasileiros mais conhecidos internacionalmente, Cidade de Deus conta a história da favela de mesmo nome,  ele fala sobre o cotidiano, a violência e toda a vida do local. O livro é dividido em três partes e traça um painel das transformações sociais pelas quais passou a Cidade de Deus, desde sua criação e os pequenos assaltos que aconteciam durante os anos de 1960, ao caos e violência extrema causada pelo tráfico de drogas nos anos 90.

Esse livro também foi adaptado para o cinema, vale a pena conferir.

 

 

O Alquimista – Paulo Coelho

 

 

Esse livro foi escrito em 1988 e por muitas vezes foi desprezado pelos críticos literários brasileiros, porém ironicamente, também é um dos livros mais vendidos da história, que apesar de beirar suas três décadas, ainda aparece algumas vezes em listas de mais vendidos do ano. Por mais que o conceito dessa obra pareça um pouco ligado à autoajuda, cremos que se a premissa do livro se trata apenas de passar para o leitor uma mensagem que diz que se você acreditar, o universo irá conspirar ao seu favor, já que o livro mostra a jornada do jovem Santiago pelo Egito em busca do tesouro com o qual sonhou e de sua Lenda Pessoal. Em sua jornada, Santiago conhece diversas pessoas que aos poucos vão ensinando, direta ou indiretamente, mais sobre o universo, o poder dos desejos e fazendo com que compreenda mais sobre si mesmo.

 

 

Toda Poesia – Paulo Leminski

 

 

Nesse livro de um genero tão amado que já abordamos aqui no blog anteriormente, é possível encontrar tudo que foi escrito e publicado pelo autor. O texto é curto, mas possui muita profundidade nas palavras. O livro promove uma viagem pelos sentimentos que perpassam cada poesia. Deparamos com temas sobre o amor, a vida, alegrias, medos, tristezas que são assuntos que permeiam o cotidiano de cada um.

 

 

Iracema – José de Alencar

 

 

Nesse livro brasileiro que é um dos pioneiros no Indianismo, fase do romantismo, nós conhecemos Iracema, uma índia que se apaixona por Martim, um português. Juntos eles têm um filho, Moacir, considerado o primeiro brasileiro, fruto do amor entre uma colonizada e um colonizador. Há quem diga que o nome Iracema é um anagrama de América, o mesmo foi publicado em 1865 e inicialmente possuía o subtítulo "Lenda do Ceara".

 

 

 

E aí, gostaram desse post? Então nos siga no Instagram e comente o que você quer ver no nosso blog!

 

Deixe um comentário